O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) realizou nesta quarta-feira, 29, a I Conferência Livre Infanto-Juvenil. O evento aconteceu no Colégio Estadual Felipe Tiago Gomes, em Maruim (SE).
Cinco eixos foram divididos para discussão nos grupos de trabalhos: ‘A escola que queremos’; ‘Erradicação do trabalho infantil’; ‘Protagonismo juvenil’; ‘Saúde na infância e adolescência’ e ‘Atuações do conselho tutelar’. Nos grupos foram elaboradas propostas que serão levadas para a Conferência Municipal da Criança e do Adolescente, que será realizada em maio.
A presidente do CMDCA de Maruim, Ivanize Brandão Mendes de Andrade, destacou as dificuldades em realizar a conferência. “Os jovens precisam explorar o potencial e fazer valer o protagonismo tão forte em outros tempos”, destacou.
De acordo com a presidente da Comissão Especial da Criança, do adolescente e do Idoso do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Glícia Salmeron, o jovem precisa fazer valer o seu direito. “A conferência é o espaço para o jovem apresentar propostas para se fazer ouvido. Esta geração que domina as tecnologias deve aprender a fazer valer o seu direito de voz no meio social”, afirmou.

Também participaram da conferência a secretária municipal de Ação Social, Habitação e Trabalho, Tânia Maynart; Representante estadual da Conferência da Criança e do Adolescente, Alana Mangueira; Diretor de Políticas públicas da União Sergipana dos Estudantes Secundaristas (Uses), Daniel Varjão; Coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Tereza Lobão; Assistente Social do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Edna Maria; Coordenadora de Atenção Básica da Saúde, Ana Paula Dantas; Conselheiro Tutelar, José Fernandes; Alunos do Colégio Estadual Felipe Tiago Gomes e do Centro Educacional Maruinense (Cema).

Por Ascom/Prefeitura de Maruim

0 Comentários