A juíza Olga Barreto, da 1ª Vara Criminal, condenou em primeira instância, o radialista George Magalhães a nove anos e seis meses de reclusão em regime fechado. A decisão foi proferida nesta terça-feira (24) após a juíza acatar os argumentos da vítima e do Ministério Público do Estado de Sergipe por suposto crime de estupro. Atualmente, George Magalhães é apresentador do Jornal da Fan, da Rádio Fan FM de Carmópolis. 


O radialista Antero Alves também foi condenado pela magistrada por tentar influenciar a testemunha. A pena atribuída foi de três anos de prisão em regime aberto.

Ao portal Hora News, o advogado Evânio Moura disse que a sentença considerou apenas a palavra da vítima e que os autos não apontam para um estupro. Moura também falou que vai interpor recurso, assim que o Tribunal de Justiça volte às atividades normais.

superintendente da Rede Fan FM, o empresário Sandro de Miro, disse ao portal Hora News, que já aguardava esta decisão. Para ele, até que prove o contrário, George Magalhães é inocente. O empresário garantiu que a permanência na apresentação do programa só depende dele, caso ele possua condições psicológicas para continuar.

George Magalhães não será preso de forma imediata por ser uma decisão de primeira instância, pois vai aguardar os recursos graças a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que garante a possibilidade de recursos para então proceder com o cumprimento da pena.

Com informações do Portal Hora News

Foto: Infonet

0 Comentários