Eduardo Amorim: "Sergipe precisa qualificar os gastos públicos"

"Não devemos esquecer jamais os princípios cristãos, principalmente, aqueles que regem os princípios da família", afirmou o senador Eduardo Amorim (PSC-SE) ao conceder entrevista ao Pastor José Carlos Vieira do Programa "Conquistando Família" da Rádio Atalaia AM. O parlamentar reafirmou que é pré-candidato ao Governo de Sergipe e que enfrentará o desafio para melhorar o Estado. "Passamos por um situação difícil. Nunca estivemos com a Saúde na UTI e a Segurança devastada".
Para Amorim, a sua disposição para pleitear a pré-candidatura ao Governo de Sergipe pode ser considerada como uma missão. "Confesso que não fazia parte dos meus sonhos, nem dos meus projetos um dia estar na política, mas em algum tempo acabei entendendo o chamado, porém tenho convicção que minha profissão é a medicina", explicou.
Ao falar das medidas emergenciais que devem ser adotadas no Governo, o senador enfatizou que as áreas da Saúde e Segurança devem ser priorizadas. "Nosso Estado enfrenta serias dificuldades nestas duas pastas e as pessoas desacreditadas, temos que recuperar a auto estima dos sergipanos e não esquecer dos servidores públicos, para que os serviços sejam eficientes", disse Amorim ao completar ainda que "sonho em termos um hospital do câncer e de ortopedia e um centro de diagnóstico".

Referência

Segundo Amorim, um dos graves problemas da Saúde do Estado é quanto ao diagnóstico. "Temos que criar um centro de diagnóstico 24 horas para que os usuários tenham agilidade nos serviços e buscar a referência em média e alta complexidade", explicou e disse também que "os ralos da perversidade devem ser fechados e valorizar cada centavo do dinheiro público. Sergipe precisa qualificar seus gastos".
O Pastor José Carlos Vieira indagou o senador sobre o Projeto de Lei da Câmara, que trata sobre o crime organizado, segundo ele o texto se aprovado daria celeridade as medidas para favorecer a Segurança Pública. "Cabe o Estado combater o crime organizado, estamos assistindo diariamente a força do crime e a inércia do Governo na promoção da política de combate. Falta capacidade", enaltece Amorim. "Infelizmente nosso estado têm falhas no combate as drogas. Não há tratamento adequado, falta direcionamento e políticas nessa área. Temos que regionalizar centros de reabilitação".
O deputado estadual Antônio dos Santos e os vereadores por Aracaju Roberto Morais e Daniela Fortes interagiram com o senador durante a entrevista.

Por Assessoria Parlamentar

Redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!

Instagram