(Foto: Marcelle Cristinne/ASN) -
"Um grande homem, que tinha uma forte ética e perseguia a construção de um país melhor. Além disso, o Déda era um poeta e, como poeta, viveu o nosso país em todas as suas dimensões, com um grande sofrimento diante da desigualdade, mas, também, diante das interrogações que nós, homens e mulheres, temos diante da vida".

Assim a presidenta Dilma Rousseff prestou sua última homenagem ao governador Marcelo Déda. Em pronunciamento na noite desta segunda-feira, 2, no Palácio-Museu Olímpio Campos, após a missa reservada aos familiares e autoridades, Dilma enalteceu o legado de Déda, citando suas virtudes como exemplos para os homens públicos de todo o país.
Segundo a presidenta, o governador de Sergipe "foi um dos mais brilhantes oradores que nós conhecemos. E foi também um político do P maiúsculo, escreveu a política com grande qualidade, em todos os momentos da sua vida, se dedicou aos mais pobres, lutou para transformar o nosso país". 
Para Dilma, todos que conheceram Déda o levarão na memória, na alma e no coração. 
"Ele nos deu uma mensagem que nós carregamos para a vida, uma mensagem de que atravessar a vida com o espírito lutador, guerreiro, humanista e amigo do Déda e, ao mesmo tempo, com a imensa alegria que ele tinha, é algo que comoverá e deixará nos nossos corações um vazio, mas, ao mesmo tempo, nós temos o exemplo dele a seguir", concluiu.

Por ASN

0 Comentários