Últimas Notícias
recent

Racha entre Déda e Amorim influenciará a sucessão municipal em Maruim

Déda (PT)  e Amorim (PSC)
A semana política em Sergipe começou bastante movimentada devido à antecipação da eleição para a Mesa Diretora da Assembléia Legislativa, que atuará no biênio 2013-2014. 

Em resposta ao “golpe político”, como intitulou o líder do governo, o deputado estadual Francisco Gualberto (PT) ao portal NE Notícias, o governador do Estado Marcelo Déda (PT), exonerou os secretários Zeca da Silva (PSC) (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia - Sedetec) e João das Graças (PT do B) (Secretaria Especial da Articulação Política e Relações Institucionais – Seapri). O governador também exonerou alguns assessores e diretores ligados ao grupo dos irmãos Edvan (PTB) e Eduardo Amorim (PSC). 
Em Maruim, município distante a 30 Km de Aracaju (SE), este “racha” influenciará, diretamente, no processo de sucessão municipal, pois obrigará um posicionamento claro das lideranças políticas do município. 
Provavelmente, o atual prefeito do município Gilberto Maynart (PSC), não colocará seu nome à disposição devido à péssima avaliação de sua gestão, apesar do mesmo ter afirmado, publicamente, que decidirá em breve. O prefeito certamente pretende fazer seu sucessor, mas nesta intenção reside o problema. 
Com o racha “lá em cima”, existem duas situações a serem analisadas: Uma com o posicionamento de Valadares em favor dos irmãos Amorim, que aí abriria espaço para a pré-candidatura do PSB (Chile, Mabel, Silvano e Simizinho) com o apoio do prefeito Gilberto Maynart (PSC). E a outra, com a opção de Valadares pelo agrupamento do governador Marcelo Déda, que “forçaria” o PSB a caminhar com Jeferson Santana (PMDB) ou até mesmo alavancar uma candidatura independente. 

PT e PSD 

Devido às discussões sobre o “golpe político” surgem automaticamente alguns questionamentos: Em Maruim, com quem ficará o PT? E o PSD (Murilo Mota, Angélica e Maromba)? Com o grupo de Jeferson Santana (PMDB, leia-se Jackson Barreto)? Com o grupo de Gilberto Maynart (PSC, leia-se Amorim)? Sairão com candidaturas independentes? 
Cabe ressaltar que tanto o PT, como o PSD, fazem parte do bloco do governador Marcelo Déda. 

Texto: Keizer Santos 
Imagem: Divulgação

6 comentários:

  1. eu voto em qualquer candidato , menos em Jeferson

    ResponderExcluir
  2. Vale ressaltar que o PT é o Partido do Governador Marcelo Déda!

    ResponderExcluir
  3. kkkkk muito inteligente você keizer já que herdar os partidos da base de Gilberto! é o desespero kkkkkk falando em desespero roda nas mãos de Maruinenses parecer do TCE condenando as contas do ex-prefeito Jeferson no ano de 2006, dê uma lida no blog de seu colega Guil, isso se você já não fez né kkkkkkkkkkk, se você não publicar escrevo no de Guil, porque já ta virando moda o pessoal escrever lá porque aqui existe ditadura né.

    ResponderExcluir
  4. gilberto é um homem íntrego e serio , devemos da mais uma oportunidade a ele ,ja que agora ele nao tem tanto o que pagar da gestao anterior.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado por publicar e desculpe-me pela palavra ditadura! Mais gostariande lhe perguntar já que faz parte do grupo do 15, Como vai ficar o apoio de Andre Moura nessa capanha?

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário!

Tecnologia do Blogger.