Gestores da Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento reuniram-se nesta segunda-feira (16), em Maruim/SE, para definição de estratégias de prevenção ao coronavírus (COVID-19). A ação é necessária diante da confirmação do primeiro caso em Sergipe. 

Segundo o secretário municipal de Saúde e Saneamento, José Souza Santos, neste momento, toda atenção é necessária. "Temos em média 2,5 mil atendimentos mensais na urgência do Município. Sabemos que este número pode aumentar e estamos nos preparando para o período de mudança climática, que também aumenta os casos de doenças respiratórias mais comuns", destacou. 

Além do secretário José Souza, a reunião contou com a participação do diretor do Hospital, Rosalvo Menezes; da diretora de Atenção Básica, Ana Paula Dantas; da coordenadora de Vigilância em Saúde, Claudenilza Cândida; da coordenadora do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), Weidy Kraziany; do assessor da Secretaria de Saúde, Evandson Bonifácio; da coordenadora de Saúde Bucal, Josefa Cilene, e do assessor de Comunicação Social da Prefeitura de Maruim, Keizer Santos.

Durante o encontro, algumas estratégias foram definidas como aumentar a aquisição de material básico como álcool em gel, papel, dispensador, sabonete líquido, soro, máscara e remédios; aumentar a rede de orientações para escolas, igrejas e comunidade em geral com auxílio das redes sociais, panfletos e carro de som; orientar os agentes de saúde e exigir o uso de equipamentos de proteção individual; recomendar ao prefeito a criação de um decreto de emergência para evitar eventos com aglomeração de pessoas; recomendação de suspensão das aulas por no mínimo 15 dias; No CAPS, priorizar visitas à domicílio, mas o atendimento médico continuará normalmente; recomendar ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), a suspensão momentânea de atividades com idosos, que é um grupo de risco. Além destas estratégias, também ficou definida a criação de um comitê de contingenciamento.

Um dos pontos destacados, que merece atenção especial, segundo o secretário José Souza, está diretamente ligado ao procedimento para ser adotado em caso de suspeita de um paciente ter contraído o coronavírus. O paciente deve procurar a Urgência de Maruim, na Rua Major Miguel, onde a unidade está preparada para isolar e encaminhar o paciente para o Hospital Universitário, onde serão realizados exames e adoção da quarentena como medida preventiva. A remoção será feita pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

A Secretaria de Estado da Saúde disponibiliza um número sanar dúvidas através de mensagens via aplicativo whatsapp (79) 98877-8489, das 07h às 17h.

O coronavírus (COVID-19)

Segundo o Ministério da Saúde, o coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, algumas ações são importantes como formas de prevenção: lavar as mãos com água e sabão ou use álcool em gel; cobrir o nariz e boca ao espirrar ou tossir; evitar aglomerações se estiver doente; manter-se ambientes bem ventilados e não compartilhar objetos pessoais.

Fonte: Prefeitura de Maruim

0 Comentários