Empinar pipa é uma das diversões mais comuns durante o verão. Há milhares de anos, o brinquedo originário na China encanta crianças, jovens e adultos em todo o mundo. Mas na hora de soltar pipa, papagaio, arraia ou quadrado, alguns cuidados são extremamente necessários para se evitar acidentes, inclusive elétricos.

Brincar próximo à rede elétrica e utilizar material cortante na linha - como o cerol e a chamada ‘linha chilena’ - são considerados os maiores riscos. A prática é proibida, com pena que pode chegar a cinco anos de prisão, e também pode causar interrupções e prejuízos no fornecimento de energia, além de provocar acidentes graves e até fatais.

Em 2019, apenas em Sergipe, cerca de 65 mil clientes da Energisa foram afetados por interrupções de energia causadas por pipa presas à rede e ficaram, em média, 2 horas e 11 minutos sem energia elétrica. 

O coordenador de Operações da Energisa, Bruno Rodrigues, explica que a linha das pipas pode cortar o isolamento do condutor de energia elétrica ou até mesmo o próprio condutor, provocando choque elétrico pelo contato com a rede. “A presença de objetos na rede elétrica, como as pipas, podem acionar o sistema de proteção, que desliga o fornecimento de energia na localidade, prejudicando todos os moradores da região”, ressalta.

Como forma de garantir a segurança e evitar transtornos, nos últimos anos, a empresa intensificou ações de conscientização por todo Estado, a exemplo do Projeto Zé da Luz nas escolas, que alcançou milhares de crianças e adolescentes. O resultado foi a redução de 252 casos em 2015 para 113 em 2019, representando uma diminuição de 55% de incidências de pipas na rede.

Para brincar com segurança, confira as orientações da Energisa:

- Procure locais distantes da rede elétrica, como parques e campos abertos;

- Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol;

- Nunca tente remover a pipa que tenha ficado enroscada na rede elétrica. Apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer a manutenção na rede elétrica;

- Não solte pipa próximo a ruas e avenidas. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes com motos e bicicletas;

- Não empine pipa em dias de chuvas e relâmpagos;

- Alerte outras pessoas sobre o risco de soltar pipas sem os devidos cuidados. A conscientização é fundamental para reduzir transtornos e acidentes;

- Ao verificar pipas ou papagaios presos à rede elétrica ou qualquer outra ocorrência, informe à Energisa utilizando o número 0800 079 0196.

Fonte: Assessoria de Imprensa 

0 Comentários