Senac está com turmas abertas para o curso de Estilista de Moda

Segundo a Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecções (Abit), o mercado da moda é o segundo maior gerador de empregos no Brasil. A estimativa é que 300 mil novos empregos sejam gerados até 2025. Ao proporcionar milhares de novos postos de trabalho todos os anos, o mercado da moda tem aquecido a economia do país, que já possui a quinta maior malha têxtil do mundo, e a quarta maior indústria de confecções. Atento a este cenário, no ano passado o Senac/SE lançou o curso de Estilista de Moda e obteve êxito com as primeiras turmas formadas pela instituição. Já para o primeiro quadrimestre de 2018, o Senac está com duas turmas abertas em busca de novos talentos neste segmento que só cresce no país.

Com 400h de carga horária, o curso de Estilista marcou a introdução do segmento Moda no portfólio de cursos do Senac. As aulas terão início no próximo dia 26 de fevereiro, e as turmas ocorrerão nos turnos da tarde e da noite. Um dos profissionais responsáveis por trazer o curso para Sergipe é o experiente estilista Altair Santo, que trouxe a ideia após visita a uma das unidades do Senac em São Paulo, onde o título também é ofertado.

“Esse é um curso pioneiro aqui no Estado e o mais interessante é que ele promove um itinerário muito rico. O aluno passa por todo o processo de criação, de desenvolvimento do produto, e depois vai caminhar pelo processo de modulagem no próprio corpo do manequim, onde ele encontra os modelos feminino e masculino e os acessórios para desenvolver essa técnica. Na sequência, ele vai para uma modelagem mais complexa, chamada modelagem plana. Depois disso, a gente entende que ele já sabe pesquisar, criar, modelar, e agora vai para o processo de confecção, de montar os protótipos das peças, ou seja, tirar a criação do papel. O curso todo culmina em um projeto integrador, momento em que os alunos irão desenvolver uma coleção-cápsula para ser apresentada em uma exposição ou em um desfile de moda”, detalhou Altair.

Segundo Altair, o público do curso vai de pessoas totalmente leigas no assunto até profissionais de diversas áreas, como arquitetura, audiovisual e design. “Pessoas com alguma habilidade artística costumam se identificar com o curso”, disse.

Ainda de acordo com o estilista, o mercado da moda em Sergipe carece de profissionais qualificados na área. “É um mercado que só tende a crescer. Depois de formado, o estilista tem um grande leque de possibilidades. Pode montar seu próprio negócio, pode estar inserido nos shoppings, que têm se multiplicado no Estado. Marcas internacionais estão chegando aqui, e essas lojas precisam de profissionais com essa formação. Ele também pode estar inserido nas indústrias têxteis, em micro e pequenas empresas. Temos um polo muito importante em Sergipe, no município de Itabaiana, com mais de mil pequenas confecções. Há, de fato, muitas opções. O que ele precisa é levar a profissão muito a sério, pois ela vai exigir muito que eles estejam sempre se reciclando, como o ciclo da moda, que a cada seis meses é renovado”, destacou Altair.

Outros cursos

Além de Estilista, o Senac/SE está ofertando outros títulos no segmento Moda. São eles: Básico de Costura e Acabamento, com carga horária de 168h e início dia 05/03 (das 14h às 18h); Customização de Roupas, carga horária de 80h e início em 23 de abril (8h às 12h), e Modelagem para Corset, com 100h/aula e início em 23/04 (das 8h às 12h).

Mais informações em www.se.senac.br ou pelo (79) 3212-1560.


Fonte: Senac/SE
Share on Google Plus

About Redação

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!