(Foto: Blog Intelidata)
Em 2015, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) registrou um aumento de abertura de empresas em comparação ao ano passado. Até o mês de setembro, 3117 negócios foram constituídos em território sergipano. No mesmo período de 2014, foram 3076. Isso significa um crescimento de 1,3%. 
De 1º a 20 de outubro de 2015, 205 empresas já foram constituídas na Junta Comercial, sendo que 112 estão localizadas em Aracaju. Neste ano, o setor que mais registrou abertura foi o de Serviços (58%), em segundo lugar, Comércio (34%) e em terceiro lugar, Indústria (8%). 
Em Sergipe também houve um aumento no número de inscrições de Microempreendedor Individual (MEI). Até setembro, 7344 foram registrados. Em 2014, no mesmo período, 6263. O MEI é a pessoa que trabalha por conta própria e que se legaliza como pequeno empresário no Portal do Empreendedor da Receita Federal. 
O fechamento de empresas no Estado, até setembro deste ano, totaliza 2.788. Além da instabilidade econômica vivida no País, este número está diretamente relacionado à Lei Complementar 147/2014, que modificou o Estatuto da Micro e Pequena Empresa.
A partir de janeiro de 2015, todas as empresas passaram a obter a baixa de seus registros na Junta Comercial sem a necessidade de apresentar certidões negativas de débitos. 
“Muitas empresas que estavam ativas na Junta Comercial, porém não funcionavam mais, estão tendo a oportunidade de se regularizar”, explica o presidente da Jucese, George Trindade. 

Por Ascom/Jucese

0 Comentários