Últimas Notícias
recent

Nova fábrica de cimento em Santo Amaro das Brotas vai priorizar mão de obra local


A chegada da fábrica de cimentos Apodi a Sergipe abre novas perspectivas para os moradores de Santo Amaro e região. Durante assinatura de protocolo de intenções, o presidente do grupo M.Dias Branco, Francisco Ivens garantiu ao governador Jackson Barreto que a nova unidade priorizará a mão de obra local e a contratação de fornecedores de bens e serviços estabelecidos no estado. O grupo cearense investirá R$ 1 bilhão na fábrica que produzirá quatro mil toneladas de cimento por dia.

Durante entrevista concedida nesta segunda-feira, 22, no programa Jornal da Manhã da rádio Jovem Pan, o secretário do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), Saumíneo Nascimento, ressaltou o trabalho realizado pelo governador Jackson Barreto na atração de mais uma fábrica de cimentos para Sergipe. O novo empreendimento conta com financiamento do Banco do Nordeste (BNB), assinado na última sexta-feira, 19, em Fortaleza, no valor de R$ 642,5 milhões.
Na entrevista com os jornalistas Rosalvo Nogueira e André Barros, Saumíneo informou que participou da solenidade de formalização do financiamento representando o governador Jackson Barreto, que não pôde estar presente devido às tratativas da reforma administrativa do governo do estado. 
Para o secretário, o financiamento do projeto, através do BNB, é uma garantia de que o investimento seja implantado em Sergipe, mesmo se tratando de um grupo empreendedor, de grande porte, pois eles sempre precisam de recursos adicionais para alavancar investimentos deste nível. O recurso financiado será utilizado na implantação da nova fábrica, contemplando gastos com construção civil, instalações, aquisição de máquinas e equipamentos nacionais e importados, móveis, utensílios etc. Ao todo, devem ser gerados 383 empregos diretos.
Para a escolha do local para instalação da fábrica, o secretário informou que além dos municípios de Laranjeiras e Simão Dias que são conhecidos pelo potencial em calcário – matéria-prima essencial na produção do cimento-, foi descoberta na região de Santa Amaro uma quantidade suficiente para atender a demanda da empresa. Para descobrir esse potencial, foram feitas diversas pesquisas pelo Instituto Tecnológico e de Pesquisas de Sergipe, o ITPS, que adquiriu novos equipamentos modernos, por meio do Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico do estado, e está fornecendo as informações necessárias para definição dos locais da mina e da sede da fábrica. 
Segundo os investidores, o faturamento previsto da nova unidade será de R$ 500 milhões, o que representa 5,9 vezes o Produto Interno Bruto (PIB) do município Santo Amaro das Brotas. 
O projeto industrial a ser instalado é constituído de uma unidade de produção de cimento, a segunda a ser instalada pelo Grupo M. Dias Branco, operando desde a mineração até o ensacamento do produto e com capacidade de produzir 4.000 toneladas/dia. A unidade atenderá os mercados sergipanos e de outros estados do Nordeste.

Credibilidade

O Grupo M. Dias Branco está entre os dez maiores do Brasil e o é o maior do Nordeste. “Recentemente eles fizeram a aquisição de uma unidade no sul do país, no ramo de alimentos. No ano passado o grupo obteve lucro líquido de R$ 524 milhões”, contou o secretário, informando que essas ações dão segurança para que o grupo tenha contrapartida de recursos próprios, somados ao financiamento do BNB.
Ainda sobre a credibilidade do grupo empresarial, Saumíneo comentou que apenas no ano passado eles lançaram 115 produtos no complexo empresarial, no ramo alimentício e em diversas outras atividades. “É importante trazer um grupo desse porte para o estado, pois é um referencial para a atração de novos empreendimentos”, destacou o secretário, acrescentando que no setor cimentício, Sergipe está recebendo o maior grupo do Ceará e também o maior grupo de Pernambuco, se referindo ao M. Dias Branco e ao Brennand, respectivamente. 

Financiamento

Participaram da assinatura do financiamento, em Fortaleza, o presidente do Banco do Nordeste, Nelson Antônio de Souza, o presidente do grupo M.Dias Branco, Francisco Ivens, e o diretor presidente da companhia industrial de cimento Apodi, Adauto Araújo Farias Júnior. 
Na ocasião, Adauto Farias, declarou que o grande potencial de desenvolvimento do estado foi determinante para o grupo em investir em Sergipe. “Sergipe é um estado muito bem administrado e há muito tempo vislumbrávamos essa oportunidade. Aqui estamos numa posição estratégica muito importante, já que estamos próximos a Salvador e próximos a Recife, e isso configura num local muito bom para se colocar uma indústria. Além disso, a farta presença de calcário no subsolo oferece muita matéria prima para a indústria de cimento”, afirmou.

Outros empreendimentos

Antes da sua ida a Fortaleza para a assinatura do financiamento, na última sexta-feira, Saumíneo esteve em reunião com os executivos do Grupo Brennand, os quais informaram que o processo do departamento nacional de produção mineral já estava sendo concluído e passarão o ano de 2015 preparando os projetos ambientais para que no ano de 2016 seja iniciada a construção da fábrica em Laranjeiras - município que receberá sua terceira fábrica de cimento.
O secretário Saumíneo aproveitou a oportunidade para anunciar também uma nova indústria de água mineral que será instalada em Sergipe pelo Grupo sergipano Raimundo Juliano. O projeto industrial foi aprovado na última sexta-feira, 19, na reunião do Conselho do Desenvolvimento Industrial (CDI). 
Outra boa notícia é sobre a instalação de um hotel no município de Estância pelo grupo sergipano Celi. “Iniciativas como essas, ampliam a oferta tanto para o turismo como gera oportunidade de novos investimentos na região”, comentou o secretário que também é presidente do CDI.

Por ASN

Nenhum comentário:

Deixe o seu comentário!

Tecnologia do Blogger.