(Foto: Ascom/SSP-SE) - 
A decisão foi informada pelo secretário da segurança pública, João Eloy de Menezes, durante reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 14, que contou com a participação de integrantes do sindicato dos rodoviários e representantes dos donos de empresas de ônibus.
Os rodoviários pediram ao Secretário o aumento das rondas nos principais corredores de ônibus da Grande Aracaju, atuação da polícia nos terminais de integração e a realização de blitze nos locais com maiores registros de crime.
Para o presidente do sindicato dos rodoviários, Miguel Belarmino, a intensificação do trabalho preventivo surte efeito e afasta os criminiosos. "Confiamos no trabalho da polícia e em outras ocasiões quando o trabalho ostensivo foi intensificado tivemos uma queda nos assaltos", destacou.
Belarmino lamentou a fragilidade das Leis, pois os criminosos geralmente não passam muito tempo presos, voltando a cometer os delitos. "Infelizmente, apesar do trabalho das polícias, os deliquentes acabam sendo libertados e voltando a cometer os mesmos crimes", salientou.
O secretário João Eloy afirmou que as portas da SSP estarão sempre abertas para a categoria e que ações serão tomadas para diminuir a incidência dos crimes. "Quando chegamos em 2009 nos deparamos com um cenário com mais de mil casos de assaltos a ônibus. No ano anterior foram registrados 1207 roubos. No ano passado tivemos 342 e neste ano vivenciamos um aumento que não está fora do controle", pontuou Eloy.
Ficou decidido, também, que a Divisão de Repressão a Roubo à Ônibus da Polícia Civil, coordenada pelo delegado José Inephanio, irá receber o reforço da Polícia Interestadual (Polinter) no trabalho de investigação dos delitos. "A ideia é colocar também a estrutura da Polinter para reforçar o trabalho e acelerar as investigações", explicou Eloy.
Foi solicitado aos rodoviários o empenho em registrar sempre o Boletim de Ocorrência para que a polícia planeje as ações. Além disso, foi orientado que após as ações criminosas a primeira ação dos motoristas seja ligar para o 190 para que a Polícia Militar entre em ação e assim possa realizar as prisões em flagrante.
Também participaram da reunião o deputado estadual, capitão Samuel, o secretário adjunto da segurança pública, João Batista, o comantante da Polícia Militar, coronel Maurício Iunes, a coordenadora da Polícia Civil da Capital, delegada Viviane Pessoa, o delegado José Inephanio e o major Eliezer.

Perfil

A Polícia já traçou o perfil dos responsáveis pelos crimes de assalto a ônibus. Grande parte dos crimes são praticados com a utilização de armas branca e boa parte dos autores são menores.
Foi levantado, ainda, que 99% dos crimes são praticados por viciados em crack. "São viciados que investem nestes roubos, conseguindo pequenas quantias em dinheiro que garantem o vício", destacou o delegado Inephanio.
Inepanhio informou, ainda, que neste ano já foram efetuadas 25 prisões, número maior que o registrado no ano passado, quando na oportunidade a polícia deteve 19 envolvidos.

Por SSP/SE

0 Comentários