Secretária Joélia Santos (Foto: Ascom/SES).
Os projetos complementares de terraplanagem e infraestrutura para construção do Hospital do Câncer estão em fase de finalização. Com a conclusão desta etapa, até o final de setembro, será dado início ao processo licitatório da obra. Com isso, a obra deve começar ainda este ano.
O Hospital do Câncer é fruto do intenso trabalho e dedicação do governador Marcelo Déda e do governador em exercício Jackson Barreto, que não se opuseram em se reunir com o ministro da Saúde, inclusive criando comissão para acompanhar projetos para construção do hospital.
Unidade oncológica irá possibilitar uma melhoria significativa para os pacientes oncológicos do SUS em Sergipe. Ao todo, serão investidos R$ 80 milhões (somente na parte de obra, fora equipamentos) que prevê uma área total de 21.651,74 m², distribuídos em cinco pavimentos. O projeto contempla setores específicos com 30 leitos para internação infantil e 120 leitos para internação de adultos, além de 10 leitos de UTI para os adultos e 10 para crianças.
"O valor que contamos hoje não contempla a construção total. Temos R$47 milhões para iniciar a construção, sendo R$15 milhões do Proinveste e R$32 milhões de convênio com Ministério da Saúde, o que inclui os valores das emendas parlamentares até 2012. É bom esclarecer que este é um projeto grandioso, a área é enorme, e só a fase de terraplanagem deve custar cerca de R$13 milhões", explica a secretária de Estado da Saúde, Joelia Silva Santos.
Segundo o diretor Evandro Galdino, a aquisição dos equipamentos é outra prioridade para o funcionamento da unidade. O trabalho é feito de forma paralela para que esse material seja entregue junto com a conclusão da obra. "Para isso, cadastramos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) o projeto no valor de R$30 milhões, vinculado ao Proredes e que já foi encaminhado à Assembléia Legislativa para análise", esclarece o diretor.
A elaboração do projeto do Hospital do Câncer foi pensada de forma a melhorar e garantir o acesso aos pacientes de forma ampliada. A unidade irá contar com 43 leitos de quimioterapia para adultos e 24 leitos de quimioterapia infantil, além de 6 salas de cirurgia. Também está prevista a construção de um laboratório de análises, ambulatório, cozinha, lavanderia, farmácia, auditório, setor de fisioterapia e uma Central de Material e Esterilização (Cme).
O projeto prevê a instalação de 2 aceleradores lineares, um aparelho de braquiterapia, 2 tomógrafos, dois raios-x, um eletrocardiograma, 2 ultrassons, um mamógrafo, um aparelho de cintilografia, um de ressonância magnética, pet scan, entre outros. É importante ressaltar que o projeto arquitetônico nesse momento aguarda análise da Vigilância Sanitária, enquanto os projetos complementares já tiveram a licitação realizada e estão na Cehop.

Sonho antigo

Em outubro de 2011, o governador Marcelo Déda obteve do ministro Alexandra Padilha, da Saúde, a garantia de liberação de recursos para a construção do Hospital do Câncer e do Centro de Reabilitação de Pessoas com Deficiência. Na audiência, Padilha confirmou a liberação dos recursos de R$ 18,6 e R$ 14,6 milhões, respectivamente, provenientes de emendas coletivas da bancada federal de Sergipe no Orçamento da União. Desde 2007, o governador Marcelo Déda já listava para o Ministério da Saúde uma série de investimentos estratégicos que seriam desenvolvidos ao longo de sua administração, dentre elas estavam programadas a construção do Hospital do Câncer.
Em 15 de julho de 2010, o governador esteve reunido com o então ministro da Saúde, José Gomes Temporão, solicitando o aumento do teto financeiro do estado para a área da Saúde. Ainda durante a audiência, o governador inscreveu o projeto de construção do Hospital do Câncer de Sergipe no Fundo Nacional de Saúde.

Por Ascom/SES Sergipe

0 Comentários