Deso recomenda uso racional da água

Foto: Ascom / Deso

Temperaturas elevadas e ausência de chuvas são as marcas deste verão que começou no último dia 21. E a estiagem prolongada que assola o Nordeste já é considerada a pior em 50 anos. Nesse cenário, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) está preparada para produzir água mais que necessária para suprir a demanda da população, mas não o suficiente para atender aos exageros de consumo. Por isso a empresa recomenda que os clientes utilizem a água de forma racional, evitando desperdícios.
Graças aos investimentos feitos pelo Governo do Estado em construção e ampliação de adutoras que captam água do rio São Francisco, as chances de um racionamento ocorrer são pequenas nas cidades atendidas. Já a Deso tem trabalhado para garantir que não falte água nas torneiras dos sergipanos. Entre os meses de dezembro a abril, por exemplo, a empresa aumenta em 20% a produção do volume de água.
Só para a Grande Aracaju, são 3.9 mil litros de água por segundo aduzidos de quatro mananciais - Poxim, Ibura, Pitanga e São Francisco. Assim, a Deso dispõe de uma produção de água acima da demanda necessária e, desde 2009, tem evitado adotar o rodízio. Nas regiões do Alto, Médio Sertão e Agreste Central Sergipano não é diferente. Pelo menos 20 sedes municipais tiveram a segurança do abastecimento reforçado com a operação da adutora do Semiárido, que se soma aos sistemas integrados Alto Sertão e Sertaneja.
Mas para que a água não falte também é preciso saber usá-la. A Deso orienta que a população precisa se sensibilizar cada vez mais sobre a importância do uso racional do bem essencial e escasso. Para conscientizar a população sobre a importância do uso consciente e necessário da água, a empresa desenvolve um trabalho permanente de educação ambiental em escolas e comunidades.

Faça a sua parte

•    Evite banhos demorados;
•    Não lave carro, calçada e quintal com mangueira;
•    Use regador ou balde para molhar as plantas;
•    Mantenha a torneira fechada enquanto escova os dentes; 
•    Só use a máquina de lavar roupa apenas se estiver com a capacidade máxima;

A Organização das Nações Unidas (ONU) estima que cada pessoa precisa de cerca de 100 litros de água por dia para atender as necessidades de consumo e higiene. No Brasil, essa média pode chegar a 150 litros.

Por Agência Sergipe de Notícias / ASN
Share on Google Plus

About Redação

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário!